Translate

Pesquise no blog

31 de jul de 2016

CRIE UM JARDIM SENSORIAL E FAÇA SEU GATO MAIS FELIZ


Os gatos são exploradores por natureza e, por isso, amam tanto gramados e jardins: quando bem cuidados, esses espaços oferecem um ambiente rico em cores, texturas, cheiros e sabores. 

Quer saber como criar uma área verde estimulante para seu gatinho?  Siga essas dicas e monte um jardim sensorial para agradar os felinos.



Cuidados gerais

Para proteção do seu bichinho, elimine as plantas tóxicas, como lírio (Lilium), comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia seguine) e copo-de-leite (Zantedeschia aethiopica). 
Também não use vasos leves, que possam ser derrubados. 
As plantas mais adequadas para os gatos são as que permitem interação e mexem com os seus sentidos.



Hora do lanche

Os gatos vão agradecer se, além de brincar, puderem petiscar algumas folhinhas no jardim. Para isso, plante gramas de trigo, milho e aveia. Mais do que comestíveis, essas espécies são ricas em vitaminas e fibras. 
Mas atenção: tanto o trigo, quanto a aveia não costumam se desenvolver bem em locais expostos ao sol intenso. 
Também vale procurar um veterinário se seu gato apresentar interesse excessivo em degustar esses vegetais. Por trás deste hábito pode se esconder alterações gástricas ou digestivas, como gastrite e verminoses.



Cheirinho bom

Espécies que exalam perfumes agradáveis, como a valeriana (Valeriana officinalis) e a camomila (Matricaria recutita), são seguras e tendem a agradar o olfato dos felinos. 
Ambas são conhecidas pelo odor suave e por suas propriedades calmantes. A camomila, em especial, também repele insetos e ácaros, sendo ótima companheira para outros vegetais e animais.



A preferida

Se a ideia é deixar o jardim mais divertido para o seu gatinho, não deixe de considerar a catnip, menta de gato ou erva-gateira (Nepeta cararia). 
Trata-se de uma espécie perene, com folhas em forma de coração e que mantém um óleo essencial em seus caules e folhas. 
Este líquido contém o composto nepetalactona, que pode excitar, alegrar ou relaxar os felinos adultos. O mais recomendável é plantar a erva em vasos ou jardineiras. 
Isso porque, quando cultivada diretamente no solo, essa espécie tende a se alastrar e crescer como erva daninha.



Colírio para os olhos

Assim como os humanos, os gatos também apreciam coisas bonitas. 
Por isso, que tal plantar flores coloridas no jardim para agradá-los? 
Dê preferência para espécies com flores azuis, vermelhas ou amarelas, como os girassóis (Helianthus annuus). 
A escolha de tais matizes tem uma explicação: pesquisas apontam que estas três cores fazem parte do espectro identificável de cães e gatos, que enxergam mal o verde.



Hora de brincar

O jardim sensorial tende a ficar mais rico com plantas de texturas e tamanhos diferentes. 
Você pode tentar, inclusive, introduzir alguns exemplares de suculentas e cactos (esses últimos funcionam bem como coçadores para os bichanos). 

Apenas verifique se a espécie tem espinhos 'macios', para não machucar o bichinho. Se tiver espaço, construa algumas treliças de bambu para o gato se esconder e se aventurar. 

Gatos gostam de escalar. Pense nisso e escolha plantas altas que possibilitem a diversão, árvores com galhos grossos, como uvaias (Eugenia pyriformis) e nespereiras (Eriobotrya japonica).

Leia também, clique: 


http://despertardegaia.blogspot.com/

...


Leia Mais ►

30 de jul de 2016

A NOVA CONSCIÊNCIA E AS ANTIGAS CRENÇAS


A reencarnação nas esferas tridimensionais traz em seu contexto sofrimentos de toda ordem à natureza humana. 

Os processos repetitivos são acordados inconscientemente a cada reencontro terreno, desencadeando processos inacabados em outras realidades fazendo eclodir nas personalidades envolvidas papéis antigos aos quais não se tem nenhum controle. Aos desacordados, este processo parece ser comum e normal à existência humana. 

Para os que acreditam na reencarnação, este processo é decorrente do resgate kármico onde “tudo o que geramos devemos colher como fruto das nossas ações”. 

Estas crenças na Lei do Retorno estão agregadas à consciência de todos os seres que vivem nos padrões da terceira dimensão não só na Terra, mas em planetas de evolução similar.

O resgate kármico é inserido na “culpa e no medo”, artifícios estes usados pela espiritualidade inferior com o objetivo de manipular as raças envolvidas nos padrões tridimensionais. 

O novo contexto que está sendo inserido na consciência de almas, e já estão partilhando de uma consciência multidimensional, é que tudo o que estamos vivenciando nos padrões tridimensionais é decorrente da frequência interativa de outras realidades as quais nos encontramos interligados e coexistindo simultaneamente como frações de almas. 

Quanto menos evoluídos estiverem os níveis de consciência de uma determinada fração reencarnada nos domínios tridimensionais, mais fortes serão os padrões inseridos na consciência da vida atual. Toda ação gera uma reação.

Ao entrarmos em frequência com outras vidas correlacionadas à existência atual, mesmo inconscientemente, vivenciamos todo o contexto agregado a estas outras vidas, sejam elas boas ou ruins. 

O sofrimento e a dor destas outras vidas se tornam o sofrimento e a dor desta vida. A identificação inconsciente com as emoções já vividas em outras parcelas de vidas nos coloca na mesma frequência destas outras realidades vivendo na grande maioria das vezes os mesmos padrões experienciados.



O objetivo deste contexto é aprender e evoluir. 

Todo processo desencadeador da dor se não for plenamente trazido a consciência não vai se dissipar por inteiro. Todo processo de cura envolve trazer a consciência todo emaranhado de vidas agregadas ao mesmo padrão. 

E isso envolve coragem. A coragem de dar poder ao padrão antigo ou a coragem de transformar a experiência em um grande aprendizado. 

Toda ação ativada negativamente em outras parcelas de vidas desencadeia uma reação para que possamos obter o aprendizado necessário e não como uma forma de “pagar débito”. Seria um contrassenso divino supor que estaríamos condenados a sofrer julgamentos e condenações por ações causadas em total inconsciência. 

O que realmente traz de inovador neste novo contexto é que podemos acabar com o sofrimento, a dor, a doença, as perdas de qualquer natureza atuando nestas vidas paralelas e emanando luz e cura a estas outras frações inconscientes de nossas parcelas de alma.

Atuando neste padrão dimensional, estaremos acordando estas outras parcelas de almas inconscientes e ativando em seus registros o “despertar cósmico”.

A experiência é fascinante e libertadora de vidas e vidas de sofrimentos incorporados à consciência sendo o grande desencadeador de doenças, perdas e psicoses de toda ordem.

As crenças agregadas à toda consciência tridimensional nos coloca em frequência com milhões de vidas de sofrimentos gerados pelas manipulações da espiritualidade inferior. 

A manipulação do dinheiro no mundo terreno mantém, na grande maioria das pessoas, o medo do “não ter”. 

Isso explica uma parcela considerável de governantes no mundo estarem a serviço de raças extraterrestres. 

A nova consciência, que está sendo acordada em seres que já estão atuando em conjunto com seus “eus multidimensionais”, ou seja, seres que já alcançaram o despertar de quem realmente são como essência divina, gradativamente servirá de suporte a todos que estiverem prontos a darem este salto quântico. 

Manter-se receptivo e acordado são os alicerces necessários para que a verdade possa conduzir estas frações de almas à nova frequência que cada um trilhou e está pronto a se reconduzir em um futuro próximo.

Acorde e Seja!

Fonte: http://www.maianalena.com.br/

http://despertardegaia.blogspot.com/

...
Leia Mais ►

29 de jul de 2016

ESTAMOS MAIS PRÓXIMOS DE VÓS DO QUE PODEREIS SUPOR


Irmãos, paz desejamos ao povo da superfície!

Nós, da civilização Intraterrena, não estamos - como diz o povo da superfície - longe dos vossos olhos e tampouco vós estais longe dos nossos corações.

Sois, todos vós, afetos nossos que cuidamos por sucessivas vidas, em meio a encontros e desencontros, ao longo das várias tramas que o destino vos colocou. Temos também por este planeta - que nos abrigou em seu seio - uma gratidão imensa, pois como toda criação do universo, também estamos eternamente em processo evolutivo, buscando nossa emancipação espiritual.

Nosso trabalho no interior do plano astral da Terra vai além de preparar abrigos para os irmãos da superfície nos períodos de transição planetária e de verticalização do eixo da Terra. 

É também nossa função a aplicação dos vastos conhecimentos adquiridos em diversos planetas, na manutenção e na preservação da vida na Terra. 

Atuamos em processos mais específicos, como, por exemplo, na proteção da fauna e da flora, sustentando e recuperando seu meio ambiente das agressões recebidas dos próprios habitantes do planeta.

Possuímos cientistas altamente capacitados que trabalham para reverter, quando e enquanto for possível, as ações nocivas dos homens no meio aquático, como mares, rios, lagos, pântanos e mangues. Atuamos também no controle da energia atômica usada de forma irresponsável.

No entanto, o que não nos é possível, mesmo a custa das vidas humanas, é interferir e modificar o livre arbítrio dos encarnados, pois os erros e acertos que promovem a transformação de cada ser são necessários para as criaturas alcançarem os patamares superiores na hierarquia espiritual, sendo o caminho natural a seguir.

Portanto, aqui estamos, mais próximos de vós do que poderíeis supor. 

Andamos em vosso meio junto a vós, estudamos vossas ações, tendências, mudanças vibracionais, costumes, pois ao final desta humanidade, muito de vós convivereis em nossas cidades, participando do nosso dia a dia. 

E diante disso, lançamos o convite: estudai, para aprender mais sobre nós, para que se, em meio ao resgate, viéreis a nossa casa, que a surpresa vos seja agradável e não aconteça à perturbação causada pela ignorância da existência do nosso povo, que está aqui neste planeta há muito mais tempo que vós.

Somos irmãos e nosso interesse e trabalho dedicado a vós e ao meio em que vivem visa o amor, a fraternidade e a harmonia universais.


Que a paz e a Luz nos una nos mesmos interesses e ideais de progresso e de ajuda ao próximo.

Paz a todos

Orcadim

Intraterreno

GESJ –  Reunião Pública – Vitória, ES – Brasil

http://www.extraseintras.com.br/

Leia também, clique:


http://despertardegaia.blogspot.com/

...
Leia Mais ►

28 de jul de 2016

AS SEMENTES ESTELARES NA MISSÃO DO RESGATE PLANETÁRIO


As Sementes Estelares são seres de grande bagagem e poder espiritual, que escolheram reencarnar no plano terrestre nesta época de transição planetária, com a missão crística de resgatar através da expansão de consciência, os seres humanos que se perderam pelos caminhos de maia, da ilusão e da degradação no ambiente terrestre. 

Estes seres assumiram o compromisso de reencarnar dentro de certas raças com o objetivo de despertar a Consciência Crística da humanidade. 

A Terra foi um dos planetas escolhidos. Estas sementes estelares são seres que por inúmeras reencarnações não se desviaram da vontade maior do Criador.

A missão de cada semente estelar é a transformação da consciência de cada ser encarnado. E assim gradativamente a transformação de toda a humanidade. 

Por serem seres de grande conhecimento e bagagem espiritual se mantêm protegidos das inúmeras cadeias da negatividade dos mundos inferiores e conseguem impor a presença da luz sobre o planeta. 

Todos ligados à missão de resgate planetário têm o conhecimento da meta e do objetivo da encarnação. 

Assim, todos os arquétipos cósmicos dos Arcanjos, Elohins, Serafins, etc., começaram a atuar na reconstrução da malha eletromagnética da Terra para recuperar a nossa verdadeira consciência através destas sementes estelares. 

Isso explica a nossa atual caminhada rumo à consciência cósmica. Mas ainda vivemos o conflito da dualidade. Pois as manipulações deste conflito ainda estão impressas em nossa matriz criacional. 

As sementes estelares vieram para a Terra em missão de sacrifício, a fim de despertar a raça humana para os verdadeiros e eternos valores divinos. Por muitas e muitas vidas esta batalha foi empreendida, e continua acontecendo até os dias de hoje.

Atualmente, esta batalha vem chegando ao fim, e o início da Nova Era é o marco inevitável para a civilização terrena, onde toda a ilusão do mal deixará de existir, todas as guerras cessarão, e a paz e o amor enfim prevalecerão. 

Todos os habitantes do planeta Terra e dos 37 planetas ligados a este quadrante estão tendo, portanto, a possibilidade de despertar para esta nova realidade da vida. 

Todos estão tendo a possibilidade de criar uma nova realidade para este novo tempo, que melhor atenda aos interesses da humanidade para uma vida melhor, mais saudável, mais próxima de Deus e da realidade universal. 

Geralmente os seres humanos levam muitas encarnações para serem iniciados no caminho espiritual.

Muitos que já iniciaram neste caminho espiritual em outras encarnações permanecem estagnados devido à ilusão do plano material. 

É por isso que as Sementes Estelares reencarnam na matéria munidas de uma imensa bagagem espiritual com o objetivo de realizar na Terra uma grande missão. 

A missão do “acordar cósmico”. Eles estão aqui imbuídos de uma missão de amor e renúncia para que possam guiar a humanidade pelos caminhos da luz e da libertação. São seres de grande amor e força espiritual.

Do meu SER Divino para o seu SER Divino,

Fonte: http://www.maianalena.com.br/

http://despertardegaia.blogspot.com/

...
Leia Mais ►

27 de jul de 2016

AS PRIMEIRAS CRIANÇAS ÍNDIGO JÁ SÃO ADULTAS HÁ UM BOM TEMPO…


VOCÊ SE ACHA UM ET? ACREDITE, ISSO PODE SER VERDADE!

Se você se sente diferente das outras pessoas, se não se encaixa no sistema, sente saudades de um lugar que não sabe onde é! Você pode ser um adulto índigo!

Os adultos índigo sentem e leem o campo energético das pessoas, eles são naturalmente leitores de manifestações energéticas. 

Estes adultos querem mais do que tudo aprender a equilibrar sua energia, assumir sua missão e dons, aprender a como se desenvolver e evoluir, ajudando os que seguem nascendo, as crianças e jovens.

A frequência índigo está disponível a todos os seres humanos e pode ser acessada na medida em que nossa consciência vai se expandindo mais e mais.

Quanto mais conscientes, mais aptos nós nos tornamos a perceber e acessar outros diferentes tipos de realidades, que antes nem imaginávamos existir.

Na medida em que mais e mais seres humanos índigos existam e convivam entre si, mais rápido se dará nossa evolução, nosso processo de ampliação da consciência.

Com esta convivência estaremos nos aproximando cada vez mais da quarta e quinta dimensões, já que a Terra é originalmente um planeta da terceira dimensão, devido às consciências predominantes.


Abaixo, algumas características de adultos índigos para uma melhor compreensão da temática:

São muito inteligentes, apesar de não terem tido as melhores notas na escola

Tinham aversão ou detestavam grande parte dos trabalhos repetitivos e obrigatórios da escola.

Muitos experimentaram depressão existencial bem cedo e sentimentos de impotência ao decorrer de sua infância e adolescência.

Tem dificuldade com empregos supervisionados, os adultos índigos resistem à autoridade e ao sistema hierárquico de trabalho.

Tem problemas com sistemas que consideram falidos ou ineficazes, exemplo: sistema financeiro, político, médico, educacional.

Frustração ou rejeição do tradicional “sonho” de carreira, casamento, filhos.

Um ardente desejo de fazer algo para mudar ou melhorar o mundo, porém demorar até reconhecer qual é a sua vocação para realizar este desejo.

Desde muito novos tem interesses por assuntos espirituais e esotéricos.

Possuem forte intuição.

Tiveram experiências com psíquicas, tais como premonições, ouvir e ver pessoas desencarnadas, experiências fora do corpo, etc..

Os índigos que hoje são adultos, especialmente aqueles que têm idade acima dos trinta anos, chegaram ao planeta em uma época em que ainda havia poucos índigos por aqui e, portanto, a energia era mais densa; os paradigmas eram outros e a consciência era ainda mais limitada. Os padrões eram mais rígidos e as mentes dos pais, professores e governantes era muito mais limitadas que hoje em dia.

Estes adultos índigo encarnaram na Terra em uma época em que a vida e a realidade eram totalmente enquadradas em alguns padrões socialmente aceitos e tudo o que não fosse enquadrado nestes padrões era tido como inexistente.

Quando crianças eram extremamente sensíveis, sensibilidade que lhes causaram enormes dificuldades para adaptação. Eram crianças cuja essência apontava na direção de uma vida espiritual, uma vida guiada por valores mais elevados. Imagine o quão difícil é encarnar em uma época e em um contexto tão contrário à manifestação de seus dons.

A missão destes seres na Terra está voltada para a produção de mudança, para a revisão de valores e paradigmas por onde passarem. Para sua missão se concretizar é preciso deixar velhos hábitos e pensamentos para que novos paradigmas possam ser estabelecidos, assim a unidade e o amor encontrarão espaço para se manifestar.

No processo de desenvolvimento os adultos índigo presenciaram um choque significativo entre as energias mais sutis e as mais densas, oriundas principalmente de seu universo familiar e do seu entorno.

Poucas famílias estavam espiritualizadas suficientemente para recebê-los e compreendê-los. Estas atitudes causaram-lhes grandes dificuldades de adaptação por onde quer que fossem.

Seus dons não eram aceitos em suas famílias e muitos se desviaram do caminho espiritual por não ter tido a devida aceitação por seus pais e amigos à sua volta.

Eles foram chamados de hiperativos, loucos, bipolares, esquizofrênicos e muitos foram excessivamente medicados esquecendo-se de sua verdadeira essência.

Os índigos que compreendem sua missão sabem da importância de sua vinda a Terra, eles mantém a possibilidade de que a Terra continuará a evoluir. 

Tudo o que não serve à humanidade se desvanecerá com sua presença.

Eles encarnaram para ajudar na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente das fronteiras e de classes sociais. São como catalisadores para desencadear as reações necessárias para as transformações.

Os índigos não começaram a chegar a Terra somente nas últimas gerações; o que acontece é que o seu número está aumentando cada vez mais para auxiliar no aumento vibracional da Terra, eles já são tantos que, finalmente, não podemos ignorá-los.

Fonte: http://ascensaoetransicao.blogspot.com.br/

...
Leia Mais ►

26 de jul de 2016

O MUNDO DA FÍSICA QUÂNTICA - TUDO É ENERGIA


Físicos prêmio Nobel provaram sem margem de dúvidas que o mundo físico é um grande mar de energia que pisca em milissegundos, repetidas vezes.

Nada é Sólido.

Este é o mundo da Física Quântica.

Eles provaram que os pensamentos é que colocam tudo junto e unem este campo de energia em constante mudança criando a “realidade” que vemos.

Então, por que vemos uma pessoa em vez de um aglomerado piscante de energia ?

Pense em um rolo de filme.

Um filme é uma coleção de aproximadamente 24 quadros por segundo. Cada quadro é separado por um intervalo. No entanto, por causa da velocidade com que um quadro substitui o outro, nossos olhos são enganados e pensamos que vemos uma imagem contínua e em movimento.

Pense na televisão.

Um tubo de TV é simplesmente um tubo com vários elétrons atingindo a tela de uma certa maneira, criando a ilusão de forma e movimento.

Isto é o que todos os objetos são de qualquer forma. O ser humano tem 5 sentidos físicos (visão, audição, tato, olfato e paladar).

Cada um desses sentidos tem um espectro específico (por exemplo, um cão ouve uma gama diferente de som do que o ser humano, uma serpente vê um espectro de luz diferente do que o ser humano e assim por diante).

Em outras palavras, o seu conjunto de sentidos percebe um mar de energia a partir de um certo ponto de vista limitado e forma uma imagem disto.

Ela não é completa, nem é precisa. É apenas uma interpretação.

Todas as nossas interpretações são baseadas unicamente no “mapa interno” da realidade que temos, e não na verdade real. Nosso “mapa” é resultado de experiências coletivas da nossa vida pessoal.

Nossos pensamentos estão ligados a essa energia invisível e eles determinam a forma que a energia vai assumir. Nossos pensamentos literalmente mudam o Universo de partícula em partícula para criar a vida física.

Olhe ao seu redor.

Tudo que você vê em nosso mundo físico começou como uma idéia, uma idéia que cresceu, que foi compartilhada e se manifestou, crescendo o suficiente até dar a ilusão de um objeto físico através de uma série de etapas.

Nós literalmente nos tornamos a maioria do que pensamos.

Sua vida se torna a maioria do que você imaginou e acreditou.

O mundo é literalmente seu espelho, permitindo-lhe experimentar no plano físico o que você pensa, sente e mantem como sua verdade… Até você alterá-la.

A física quântica nos mostra que o mundo não é a coisa rígida e imutável que parece ser. Em vez disso, é um lugar que está fluido continuamente, construído através dos nossos pensamentos individuais e coletivos.

O que nós pensamos na verdade é realmente uma ilusão, quase como um truque de mágica.

Felizmente nós começamos a descobrir esta ilusão e mais importante, como mudar isto.

O seu corpo é feito do que ?

Nove sistemas compreendem o corpo humano, incluindo o circulatório, digestivo, endócrino, muscular, nervoso, reprodutivo, respiratório, esquelético e urinário.

Que são compostos do que ?
De tecidos e órgãos.

Os tecidos e órgãos são feitos do que ?
Células.

As células são feitas do que ?
Moléculas.

As moléculas são feitas do que?
Átomos.

Os átomos são feitos do que ?
Partículas sub-atômicas.

As partículas subatômicas são feitas do que ?
Energia !

Você e eu somos a luz pura da energia em sua configuração mais bonita e inteligente. A energia que está mudando constantemente sob a superfície e você controla tudo isso com sua poderosa mente.

Você é um grande e poderoso ser humano estelar.

Se você pudesse se enxergar sob um poderoso microscópio eletrônico e realizar alguns experimentos em si mesmo, você poderia ver que é composto de um conjunto de energia em constante mudança na forma de elétrons, nêutrons, fótons e assim por diante.

Assim como é tudo em torno de você. A física quântica nos diz que é o ato de observar um objeto que faz com que ele esteja lá e passa a existir assim que começamos a observá-lo.

Um objeto não existe independentemente do seu observador ! Então, como você pode ver a sua observação, a sua atenção para alguma coisa, e sua intenção, literalmente cria essa coisa.

Isto é científico e comprovado.


O seu mundo é feito de espírito, mente e corpo.

Cada um desses três, espírito, mente e corpo, tem uma função que é única para ele e não compartilhada com o outro. O que você vê com os seus olhos e experimenta com o seu corpo é o mundo físico com o que chamamos de corpo. O corpo é um efeito, criado por uma causa.

Esta causa é o pensamento.

O corpo não pode criar. Ela só pode experimentar e ser experimentado… Que é a sua função original.

O pensamento não pode experimentar… O que ele pode fazer é criar e interpretar. Ele precisa de um mundo de relatividade (o mundo físico do corpo) para experimentar em si.

O espírito é o Tudo O Que É, o que dá vida ao pensamento e ao corpo.

O corpo não tem o poder de criar, ainda que de a ilusão de poder fazê-lo. Essa ilusão é a causa de muita frustração. O Corpo é puramente um efeito, mas não tem o poder de provocar ou criar.

A chave de toda esta informação é você aprender a ver o Universo de forma diferente de como você o ve agora, para que possa manifestar tudo o que você realmente deseja.

©John Assaraf



http://despertardegaia.blogspot.com/

...
Leia Mais ►

25 de jul de 2016

25 DE JULHO 2016 - O DIA FORA DO TEMPO - O Dia do Perdão Universal


Neste dia, os Maias se preparavam para um novo ciclo.

É um dia para perdoar, soltar, liberar o que não nos serve mais e nos abrirmos para recarregar e recomeçar, pautados no AMOR E GRATIDÃO por tudo que recebemos no ciclo anterior.

O próximo ano novo Maia/Egípcio, o ano Semente Cósmica Amarela, vai de 26/07/2016 a 24/07/2017. 

O Dia Fora do Tempo
Por: Rita Barreto 

Durante sua permanência no planeta Terra os Maias cósmicos (seres interdimensionais) nos ensinaram os segredos do tempo galáctico, cientes dos ciclos lineares limitadores a que todos nós seres humanos fomos submetidos.

Sabiam que tínhamos perdido a habilidade natural de perceber os ciclos de Luz Cósmica ao longo de nossa existência, e que esta forma linear do tempo atual é controladora e esconde os verdadeiros aspectos multidimensionais do tempo.

A contagem do tempo Maia se baseia em 13 ciclos lunares de 28 dias por ano solar, perfazendo 364 dias, mais um chamado de ‘Fora do Tempo’...

Os Maia consideram este dia como uma grande oportunidade de reciclar, recomeçar, recarregar as energias, liberar o que já não é mais preciso, agradecer por tudo que foi recebido no período anterior em todos os aspectos.

Agradecendo inclusive mesmo os momentos aparentemente ruins ou dramáticos, pois terão sido importantes aspectos de nosso aprendizado e evolução como seres humanos cuja essência é espiritual.

Nesse dia, que manifesta uma maior conexão com a Essência Geradora, os antigos Maias reservavam muito tempo para orar, meditar e receber a orientação interior quanto aos próximos passos a serem dados no Caminho em direção ao Pai.

No dia 26 de Julho recomeça um novo ciclo com o nascimento astronômico de Sirius, que se eleva no
horizonte junto com o Sol, trazendo uma energia de limpeza e purificação interior, trabalhando sutilmente nossos corpos sutis, principalmente o emocional.

O novo ciclo será regido pela Lua (Lua Planetária Vermelha) estimulando a necessidade de limpar casa, relacionamentos, pensamentos, medos, culpas, tristezas, magoas; enfim, largando de vez ‘aquela mala sem alça’

25 de Julho - O Dia Fora do Tempo
Por: Vilma Capuano

O dia-fora-do-tempo no Calendário MAIA, é comemorado como “o Dia do Perdão Universal”, e é uma forma de experimentar a total liberação da prisão no tempo. (Dia Vazio também pelos astecas).

Em 26 de julho de 2016 começa o novo ano do Calendário Maia /Egípcio. Um grupo de sacerdotes do Egito emigrou para a América, e encontraram os Maias, guardadores dessa sabedoria, e permaneceram com eles, num encontro nunca admitido pelos Historiadores.

Esse dia marca o ressurgimento da estrela SÍRIUS, minutos antes do nascer do Sol, a principal e mais brilhante estrela da Constelação Canis Major, conhecido como HELÍACO DE SÍRIUS.

Para os povos antigos, e seus iniciados, esse era o momento mais sagrado do ano. As nações indígenas da América do Norte, os chineses, hindus, caldeus, babilônios, sumérios, assírios, hebreus, os Dogons da África, também celebraram/celebram SÍRIUS, ÓRION e PLÊIADES.

Os templos construídos eram voltados para o Leste, como o de Salomão em Jerusalém, Stonehenge, Baalbek (Líbano), para que no nascimento do Helíaco de SÍRIUS um raio de luz da estrela penetrasse no ponto conhecido como “Sanctun Santorum” (O Santo dos Santos) no interior dos templos.

Sírius é vista como elo de ligação no acesso a um estado de consciência mais elevado que auxilia na aceleração da evolução do nosso planeta e da humanidade cuja energia fundamental está associada ao Princípio Feminino do Divino, à energia da Deusa: ÍSIS (LUZ).

A passagem da Luz iluminando a Escuridão.
O novo Ano é o da Semente Cósmica Amarela.
Uma matemática da 4a. Dimensão.


Meditação Ponte Arco Iris - Dia Fora do Tempo





Festival Dia Fora-do-tempo



Fonte: nososarcturianos.blogspot.com.br
sandramluz2011@gmail.com

http://despertardegaia.blogspot.com/

...

Leia Mais ►

24 de jul de 2016

25/07 O DIA FORA DO TEMPO - 26/07 ANO NOVO NO ANTIGO EGITO E CULTURA MAIA


Feliz Ano Novo (em 26/07), pelos calendários do antigo Egito e dos Maias

No dia 26 de julho de 2016 se inicia o novo ano do Calendário Maia de 13 Luas de 28 dias, o próximo ano novo Maia e Egípcio, o ano Semente Cósmica Amarela, de 26/07/2016 a 24/07/2017.

O ANTIGO EGITO e o CALENDÁRIO MAIA

Esse dia TAMBÉM corresponde com a ascenção, no resurgimento da estrela SÍRIUS, a principal estrela da Constelação do Cão Maior (Canis Major), e a mais brilhante nos céus da terra, minutos antes do nascer do Sol no amanhecer do dia 26 de julho, fenômeno conhecido como o nascimento HELÍACO DE SÍRIUS o que ocorre anualmente EM TODAS AS MANHÃS DO DIA 26 de Julho e que era celebrado como o início de um novo ano no antigo EGITO e pelos MAIAS.

No calendário Maia os dias 23 e 24 de julho, que antecedem o dia-fora-do-tempo, são propícios para meditação, transformação e renovação, sobre o que devemos jogar fora, ao nos desapegarmos do que não nos serve mais, abandonar o que é falso em nossa vidas, e ao mesmo tempo, buscar na essência de nosso ser real aquilo que vale a pena para consolidarmos a presença do espírito divino cada vez mais presente em nossas vidas durante o próximo ano! 

O dia 25 de julho, o dia-fora-do-tempo no calendário MAIA, é um dia especial comemorado pela cultura galáctica do calendário Maia como “o dia do perdão universal”. É um dia para se experimentar a total liberação da prisão do tempo.

Deve ser comemorado em meditações, cerimônias e eventos espirituais, artísticos e culturais. No dia seguinte, em 26 de julho de 2016 se inicia o novo ano do Calendário Maia de 13 Luas de 28 dias, o próximo ano novo Maia/Egípcio, o ano Semente Cósmica Amarela, de 26/07/2016 a 24/07/2017. e termina o ano Mago Planetário Branco.

Por que o início do Ano Novo do Calendário Maia é em 26 de Julho?

O fato de essa data ser a do Ano Novo dos Maias tem base num fenômeno astronômico que se relaciona tanto com o Encantamento do Sonho como com uma profecia dos sacerdotes maias Chilam Balam.

Ela TAMBÉM corresponde à subida, o resurgimento da estrela SÍRIUS, a principal estrela da Constelação do Cão Maior (Canis Major), e a mais brilhante nos céus da terra, minutos antes do nascer do Sol no amanhecer do dia 26 de julho, fenômeno conhecido como o nascimento HELÍACO DE SÍRIUS o que ocorre anualmente EM TODAS AS MANHÃS DO DIA 26 de Julho.

A Cultura MAIA surgiu na América Central e sua origem é extraterrestre, das Plêiades.

Este auspicioso alinhamento anual de SÍRIUS (Sothis para os gregos) com o nosso Sol (Hélios) – que marca também o início do novo ano do calendário Maia de 13 luas – assegura a propagação de luz e da abundância sobre a Terra ”E TAMBÉM INICIA O ANO NOVO na civilização do EGITO antigo”. 

No Egito antigo essa data (26 de julho) e evento astronômico marcava o inicio da celebração de um novo ano e o princípio das cheias do Rio Nilo, que trariam abundância pela fertilização de suas margens.

Durante sete dias (uma semana), divindade principal homenageada era ÍSIS, a principal deusa do panteão egípcio, a esposa e irmã do Faraó e o verdadeiro poder (o poder da deusa, feminino) por trás de seu trono e cuja representação nos céus é a própria estrela SÍRIUS (representada na nossa bandeira, simbolizando o Estado do Mato Grosso, no Centro-Oeste, uma região que gera abundantes colheitas de grãos anualmente). O Faraó era representado nos céus pela constelação de ÓRION (Princípio Masculino). 

Sendo a estrela fixa mais brilhante do céu e o segundo sistema solar mais próximo do nosso, SÍRIUS é, há muito tempo, vista como elo de ligação, o acesso a um estado de consciência mais elevado que auxiliaria na aceleração da evolução do nosso planeta e da humanidade cuja energia fundamental está associada ao Princípio Feminino do Divino, à energia da deusa: ÍSIS. 

O que é o Dia Fora do Tempo no calendário Maia? 

O Dia Fora do Tempo, anualmente lembrado com festivais desde 1992 a nível global, cai sempre a 25 de Julho. No Calendário Maia de 13 Luas, este dia não é dia de mês nem dia de semana. Está entre o dia que fecha um ano (24 de Julho) e o dia que abre o ano seguinte (26 de Julho). 

ÍSIS NEGRA, a verdadeira “BASE DO PODER” do Faraó e de seu reinado (a MÃE Cósmica da Luz e de todos os Sóis).

Este dia é dedicado a festividades, à comunidade, à volta da união com o planeta (reconexão com GAIA, o princípio feminino planetário). Os pontos focais são: parar o trabalho de todos os dias e atestar a verdade que afirma que “O Tempo é Arte!”. 

A celebração da Paz Planetária através da Cultura, do perdão, da reparação, o perdão de dívidas, da purificação, a Arte da Paz, da liberdade de se estar vivo. É uma oportunidade para se vivenciar a verdadeira atemporalidade e a amorosa bondade, a caridade, amizade, a solidariedade, fraternidade, a humildade e a gratidão.

Quer seja em reuniões públicas ou em círculos privados ou em introspectiva meditação este dia é um momento de catarse do ano que passou e de preparação para o ano que se inicia, uma forma perfeita para convidar as pessoas à harmonia do Calendário das 13 Luas no Ano Semente Cósmica Amarela (26 de Julho 2016 a 24 de Julho de 2017). 

A Estrela SÍRIUS 

SÍRIUS, é a estrela mais brilhante do céu noturno, cintila com uma cor branco-azulada e tem uma magnitude visual aparente de -1,46, aproximadamente duas vezes mais luminosa que Canopus, a 2ª estrela mais cintilante/brilhante do firmamento noturno. O nome “SÍRIUS” vem do grego antigo “Seirios” (ardente, abrasador). SÍRIUS pode ser observada a partir de quase todas as regiões habitadas da Terra, exceto daquelas acima de 73 graus de latitude ao norte.

Sua Ascensão Reta (AR) é 6h45m e Declinação (D) é de 16º 42’. Juntamente com Procyon (Cão Menor) e Betelgeuse (ÓRION), SÍRIUS (alfa do Cão Maior) forma os 3 vértices do Triângulo de Inverno (do Hemisfério Norte) ou de Verão (Hemisfério Sul). SÍRIUS eventualmente pode ser até vista a olho nu durante o dia (no começo ou no final do dia), sob determinadas condições favoráveis. 


SÍRIUS na Constelação do Cão Maior, a mais brilhante estrela do céu terrestre.

SÍRIUS nos céus dos povos arcaicos 

SÍRIUS, pelo seu esplendor atraiu todos os olhares e monopolizou as atenções de povos arcaicos não apenas por ser a mais brilhante estrela do céu noturno na Terra como, porque isolada, não tinha ao seu lado estrelas notáveis segundo o astrônomo Rubens de Azevedo. Deificada, SÍRIUS foi astronomicamente a pedra basilar do panteão do Antigo Egito (3.200 a.C a 30 d.C) pois era a corporificação de ÍSIS, irmã e esposa de Osíris, ele personificado pela constelação que chamamos de Órion. 

A Grande Pirâmide do Egito esta alinhada com a Estrela Alnitak, do Cinturão de ÓRION, SÍRIUS e outras Constelações, como Draco, origem de povos reptilianos chamados de draconianos..

No Egito antigo e dos faraós a coincidência entre o nascimento helíaco de SÍRIUS (em grego Sóthis), a cheia fertilizadora do Nilo e o solstício de verão fez com que a data fosse adotada como início de um novo ano – o ano Sótico. O termo “canícula”, alude à constelação de Cão Maior e sua estrela SÍRIUS (Canícula) e se refere à época do ano de dias com calor abrasador e sufocante, os “dies caniculares” dos antigos romanos (Império de Roma 753 a.C- 476 d.C). 

SÍRIUS “desaparece” dos céus noturnos da Terra durante 35 dias antes e 35 dias após a conjunção com o Sol, então ofuscada pelo brilho deste (período de 20 de junho a 29 de Agosto). Há uma invisibilidade desta estrela durante 70 noites antes dela começar a ressurgir, visualmente nos céus das madrugadas, após o seu nascimento helíaco em 26 de julho. 

Constelação de ÓRION, as três estrelas centrais são chamadas de Três Marias no Brasil e determinam o alinhamento das Três Pirâmides na Planície de Gizé, no Egito.

Os sacerdotes egípcios demoravam igual número de dias preparando um corpo para o embalsamamento. A linguagem do ciclo estelar correspondia à linguagem do rito funerário. Atualmente, no mês de julho, algumas comunidades esotéricas comemoram festivamente o nascimento helíaco de SÍRIUS com rituais, rufar de tambores, fogueiras e danças, mas quase que sem exceção, sem o devido conhecimento do que realmente estão celebrando. 

Todas as nações indígenas da América do Norte, os índios peles vermelhas, assim como os antigos chineses, hindus, caldeus, babilônicos, sumérios, assírios, hebreus, os Dogons da África, e demais povos da antiguidade, também veneravam e faziam celebrações a essas constelações e estrelas, como SÍRIUS, ÓRION e PLÊIADES. 

Um grupo especial de sacerdotes do Egito, levando as “Tábuas de Esmeralda“ de Thoth emigrou para a América do Sul, central e Norte, vindos desde a Planície de Gizé, onde encontraram uma raça florescente, os Maias, que ainda se lembravam e conservavam muito da antiga sabedoria. Entre este povo, os sacerdotes do Egito se assentaram e permaneceram. Esta é uma relação entre povos antigos que nenhum livro de história dos nossos tempos admite.

AS PLÊIADES. O nosso sistema solar orbita o Sol Central das Plêiades, Alcyone (estrela central maior e mais brilhante na foto) dando uma volta completa (um ANO SOLAR) a cada 25.920 anos, sendo que a data de 21 de dezembro de 2012, FINAL do Calendário MAIA marca o final do 13º BAKTUN, e de um desses anos solares. Em astronomia também é conhecida como o Aglomerado estelar aberto M-45, as Sete Irmãs, a Constelação das Plêiades, com os sóis/estrelas principais de Alcyone, MAIA, Electra, Taygeta, Atlas, Pleyone, Celaeno, Asterope e Merope.A principal estrela é Alcyone e a segunda em brilho é MAIA.

No século X, os maias já tinham se estabelecido completamente na península do Yucatán, hoje parte do México, e na Guatemala, e as Tábuas foram colocadas debaixo do altar de um dos grandes templos (Pirâmide) do deus (El) do sol em Teotihuacan. Após a conquista dos maias pelos espanhóis, as cidades foram abandonadas e os tesouros dos templos (e a sabedoria do Calendário) foram novamente esquecidos. 

Os grandes templos desses povos antigos eram construídos voltados para o leste (como o Templo de Salomão em Jerusalém, Stonehenge, na INGLATERRA, Baalbek, no Líbano), para que no dia 26 de julho de cada ano, no dia do nascimento helíaco de SÍRIUS um raio de luz dessa estrela penetrasse no âmago do templo, local conhecido como “Sanctun Santorum” (O Santo dos Santos), existente nas pirâmides e em vários outros templos egípcios, principalmente nos dedicados à ÍSIS. Para esses antigos povos e seus iniciados, esse era o momento mais sagrado de todos os dias do ano inteiro. 

Então, em 26 de JULHO de 2016, que todos nós tenhamos um FELIZ E PRÓSPERO ANO NOVO, MAIA OU EGÍPCIO, não importa, o importante é que se FAÇA A LUZ (FIAT LUX) dentro de nosso coração e mentes com as bençãos da Grande Deusa MÃE ÍSIS – SÍRIUS. 

Fonte: http://thoth3126.com.br

http://despertardegaia.blogspot.com/

...
Leia Mais ►

23 de jul de 2016

O PODER DAS MUDRAS - Conheça a Mudra que equilibra cada sistema fisiológico do corpo


Mudras são gestos que nos permitem sintonizar com frequências específicas de energia do Universo. Segundo Yoga e Ayurveda, a saúde plena é o resultado dessa sintonia em que o ser individual, o microcosmo, sincroniza-se com o Universo, o macrocosmo.
Essa sincronia é a base do equilíbrio e da cura. Assim, os Mudras são ferramentas poderosas para otimizar a saúde.
Quando colocamos as mãos em Mudras, elas atuam como antenas canalizando as energias de cura para todos os aspectos de nosso Ser.
Isso funciona porque nosso corpo é composto de 5 elementos: terra, água, fogo, ar e espaço.
Cada um destes elementos está relacionado com um de nossos sistemas fisiológicos, e também com certas qualidades.
Por exemplo: o elemento terra está relacionado com o sistema esquelético e possui as qualidades de força, estabilidade e firmeza.
Quando estes elementos estão presentes na quantidade adequada, a saúde estará presente.
9_mudras-photoshopsized
Cada um dos dedos também está relacionado com um dos 5 elementos. O dedo mínimo representa a água, o anular a terra, o médio o espaço, o indicador o ar e o polegar o fogo. 

As combinações dos dedos, assim como a posição deles (esticado, flexionado, etc.), permitem uma grande variedade de opções de conexão com as energias primordiais do Universo.

Há milhares de anos atrás, os sábios da Índia desvendaram os códigos secretos destas inúmeras combinações observando os efeitos e benefícios de cada Mudra.
Hoje, os Mudras representam um tesouro que permite que o microcosmo de nosso corpo se harmonize com os ritmos do universo para facilitar a saúde e a cura.
Comece a praticar os mudras de um a cinco minutos. Caso sinta qualquer desconforto, descontinue a prática e consulte um professor de Yoga experiente nesta área.

Mudras para o ótimo funcionamento de cada sistema fisiológico do corpo:


Sistema Nervoso: Jnana Mudra

Equilibra os dois hemisférios cerebrais e acalma o sistema nervoso.
Junte a ponta do polegar com a ponta do dedo indicador formando um círculo e estique os outros dedos.


Sistema Muscular: Varun Mudra

Facilita a hidratação e flexibilidade dos músculos.
Toque a ponta do dedo mínimo com a ponta do polegar e estique os outros dedos.


Sistema Esquelético: Adhi Mudra 

Proporciona força e estabilidade para todo o sistema esquelético.
Com as mãos em punho, envolvendo os polegares, descanse as mãos nos joelhos.


Sistema Respiratório: Prana Mudra 

Facilita a expansão dos pulmões e de todo o sistema respiratório.
Junte o polegar com os dedos mínimo e anular e estique os dedos médio e indicador.



Sistema Gastro-intestinal: Pushan Mudra 

Estimula o fogo digestivo e a assimilação completa dos nutrientes. Mão Direita- polegar toca dedo médio e indicador, dedos mínimo e anular ficam esticados; Mão Esquerda- polegar toca dedo médio e anular, dedos mínimo e indicador ficam esticados.


Sistema Cardiovascular: Kapota Mudra

Gera um sentimento de bem-estar e abre o coração no nível emocional.
Junte as palmas das mãos e depois abra um espaço entre elas como o peito de um pombo.


Sistema Endócrino: Hakini Mudra

Facilita um estado de equilíbrio da glândula pituitária que consequentemente regula todo o sistema endócrino. Junte as pontas de todos os dedos.


Sistema imunológico: Uttarbodhi Mudra


Ativa a glândula timo e aumenta a auto-estima, promovendo a saúde do sistema imúnologico.
Entrelace so dedos para fora e estique os indicadores para cima e os polegares para baixo, colocando-os no esterno.


Mudras para condições de saúde específicas:


Dor lombar: Paschima Mudra


Alivia a tensão crônica dos músculos da região lombar, reduzindo a pressão sobre os discos e nervos.
Mão Direita – o polegar toca a ponta dos dedos médio e mínimo, os dedos indicador e anular permanecem esticados; 
Mão esquerda – o polegar pressiona a unha do indicador formando um círculo.


Constipação: Apana Mudra

Apana Mudra
Estimula e facilita a finalização do processo de digestão, equilibrando a eliminação.
As duas mãos – polegar toca dedos médio e anular.


Dor de cabeça: Mahasirs Mudra 

Elimina a tensão e equilibra a circulação na cabeça.
As duas mãos – dedo anular toca a palma da mão e polegar toca dedos indicador e médio. 
Dedo mínimo fica esticado.


Síndrome Pré-Menstrual: Yoni Mudra

Equilibra o sistema reprodutor feminino.
Entrelace os dedos para dentro e estique os indicadores para frente e os polegares para trás. 
Mãos a 4 dedos abaixo do umbigo.


Obesidade: Brahma Mudra

Acelera o metabolismo, estimulando a digestão de gorduras, com redução do tecido adiposo em excesso. Com as mãos unidas em punho, envolvendo os polegares, em frente ao plexo solar. 
Palmas para cima.


Ansiedade: Chinmaya Mudra

chinmaya 2
Acalma a mente e estabiliza as emoções.
Com as mãos em punho, toque o dedo indicador com o polegar, formando um círculo. Descanse as mãos nos joelhos.


Fonte: http://www.radiovivazen.com/

http://despertardegaia.blogspot.com/

...
Leia Mais ►
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

♥ Postagens Recentes

Postagem em destaque

OS REPTILIANOS NO PLANETA TERRA - parte 1 (David Icke)

Segue abaixo o Capítulo 2 do livro "The Biggest Secret", de David Icke. Capítulo 2: “Não mencione os répteis” Você...

♥ Postagens Populares

Comentários Recentes


X Files - Maravilhoso e Atemporal - Assista, clique:

Alienígenas do Passado - Todas Temporadas Assista, clique: