Translate

Pesquise no blog

16 de ago de 2017

O DESPERTAR ESPIRITUAL E AS AMIZADES


Texto de Adriano Bernardelli - Terapeuta Holístico

Nesta intensa busca pelo encontro da minha verdadeira essência, neste intenso despertar espiritual ao qual me encontro, uma das dificuldades que encontrei ao longo deste caminho foi que as amizades não estavam mais acompanhando a frequência na qual eu estava, comecei a sentir uma repulsão por hábitos, conversas e atitudes que anteriormente ao meu despertar eu me interessava.

Convites para beber em bares não faziam mais sentido, convites para shows e locais por vezes “carregados” energeticamente me repeliam, podia sentir as companhias espirituais dos meus amigos e a vibração densa destes tipos de locais. 

Alguns amigos me chamavam para fazer algumas coisas que já não faziam mais sentido em minha vida. Não surgia um convite de meditação, cursos, palestras ou outras atitudes que podiam acrescentar algo no meu despertar.

E não é que devemos virar santos ou subir no alto de uma montanha e meditar até transcender, ficar num mosteiro orando o dia todo, o aprendizado se dá por nossas relações, assim se dá a evolução na nova era. 

Mas a lei da afinidade nos repele ou nos atrai segundo nossas energias, isso vale tanto para encarnados, quanto para desencarnados.

Assuntos e atitudes que outrora faziam parte da minha vida, como ir para festas, me divertir bebendo como se não houvesse amanhã não me alegrava mais, atitudes da adolescência não faziam mais sentido, chegava nestes locais e via que estas pessoas estavam de certa forma fugindo delas mesmas, para não enxergarem que de alguma forma precisavam se modificar, o que podemos chamar de reforma íntima. 

As famosas fofocas, julgamentos e conversas que giravam em torno do eu (egóicas) já não me interessavam mais, eu queria conversar acerca da espiritualidade, acerca de ajuda ao próximo, de assuntos sobre a modificação do mundo. 

Não fazia mais sentido viver só em minha função, eu queria ajudar as pessoas que estavam despertando e assim como eu estava dispostas na reforma íntima.

E a cada dia eu ia me distanciando de algumas pessoas que amo muito, mas que a energia estava me repelindo de alguma forma. 

Tendo contato com meus mentores espirituais por meio da educação mediúnica tive oportunidade de perguntar ao mentor espiritual que me acompanha se isso era normal no despertar espiritual, ele me respondeu que isso era necessário a todo buscador espiritual e disse que em breve eu me afastaria deles por lei de afinidade. 

Pensei racionalmente com meu eu inferior, meu ego/personalidade: “E a lei de amor? Me afastando não estaria fazendo o contrário?”

A resposta foi muito esclarecedora: 

“Filho, a caridade é linda, devemos ajudar todos ao nosso redor, mas não adianta querer ajudar quem não quer ser ajudado, cada um tem seu tempo para despertar e primeiramente você deve se equilibrar, se curar, aumentar sua frequência vibratória e tentar a cada dia se reformar intimamente, afastando-se de pessoas e locais que não estão na sua frequência vibratória, você sairá de um círculo vicioso de energias que por muito tempo compartilhou, cria-se uma dependência energética, um vampirismo dependendo do tipo de pensamento e de atitudes, dependendo de suas companhias. 

Sabe aquilo que os pais sempre dizem: Diga com quem tu andas e eu direi quem tu és, a pura verdade. Você não deixará de amar por não estar ao lado dos que tanto ama, você só não pode ficar recebendo certos tipos de energias que não fazem mais sentido em sua vida. 

E amor é querer o bem do outro, não é apego, não é ter que ver todo dia, ou ter que dar satisfação de tudo o que faz, amor não é apego. Ore por eles para que despertem assim como você despertou, se tiverem maturidade entenderão sua escolha e você perceberá se era amizade, apego ou algum tipo de carência. Não se culpe e não fique triste, pois aparecerão pessoas na sua frequência, que serão amigos que você poderá contar pelo resto de sua vida. 

Eles sim estarão dispostos a conversas salutares de amor ao próximo, estarão dispostos a se reformar intimamente e serão sinceros, assim como você nesta busca do RELIGARE consigo mesmo. 

Tenha certeza que os amigos que não estiverem em sua frequência irão falar que falta humildade, irão falar que você está obcecado por suas crenças, que está se tornando chato em seus assuntos, que virou fanático, isso é normal. 

Eles te criticarão e poderão ficar magoados. Siga o seu caminho, cada um tem uma missão espiritual e a sua está ligada à um contato extremo com o mundo espiritual."...

Ele continuou: 

“ Imagine um rio, após seu despertar você nadou muito nele, e por vezes a correnteza te trouxe de volta a margem. Existem seres, tanto encarnados, quanto desencarnados que não querem que você atravesse para o outro lado do rio. Nesse rio você se deparou com muitos obstáculos e um deles foi esse afastamento das pessoas que gosta. Mas uma coisa é certa, agora que conseguiu atravessar o rio do despertar espiritual e que conhece a realidade espiritual e os bons hábitos, você só voltará para a outra margem do rio se quiser. As críticas virão, concentre-se em vencer o orgulho e a vaidade e saiba que você não está querendo ser melhor que os outros, muito pelo contrário, você teve humildade suficiente para identificar o que e quem não está mais condizendo com sua frequência e decidiu mudar”.

Eu fiquei pensando bastante nisso, por volta de um ano, tomar tal atitude não seria fácil e estava doendo dentro de mim, pois não chegava a uma decisão. 

Eu me afastaria ou não? Até que um dia me deparei com um artigo na internet em que tudo fez sentido, o nome dele era – As cinco dores do crescimento espiritual. A primeira dor era – Perda de amigos e falava o seguinte:

Isso pode ser especialmente traumático para essas pessoas. Tornando-se mais espiritualmente conectado pode mudar muita coisa sobre você muito rapidamente, e isso pode afetar algumas de suas amizades mais próximas. 

Isso pode causar que alguns de seus amigos azedem com você, distanciem-se de você e, mesmo, até lhe humilhem. Antes, talvez você estivesse disposto a se envolver em comportamentos que agora parecem errados, como fofocar, reclamar, ou discutir alguns temas com o seu grupo de amigos. 

Também é provável que os temas que você discutiu com os seus amigos agora fazem você se sentir vazio e você prefere discutir questões que os seus amigos não entendem ou não estão interessados ​​em.

Eles podem até chamá-lo de louco por elas. Infelizmente, estas diferenças de perspectiva e comportamento às vezes podem ser o suficientes para romper amizades que significaram muito para você ao longo dos anos. 

Perceba que tudo o que você pode fazer é ser fiel a si mesmo e permitir que as fichas caiam. Você não tem o poder de converter ninguém ao seu modo de pensar, e nem deve. Tudo o que você pode fazer é ser genuíno e sincero, e o Universo irá conectá-lo com as pessoas que estão em maior sintonia com a sua nova vibração.

Pude perceber que isso é normal a todos os buscadores espirituais, ao aumentar nossa frequência vibratória e mudarmos nossos hábitos, atitudes e locais em que frequentávamos anteriormente, algumas energias não condizem mais com nosso campo energético e nos repelem. 

Por vezes nos afastando até de alguns familiares que nos fazem mal de alguma forma, que só reclamam, só falam de suas vidas, das notícias da tv e fazem de tudo para nos sugar energeticamente.

Tal reflexão se torna quase um depoimento, mas tenho certeza que muitos buscadores espirituais estão passando por isso agora, é uma fase de separação que está ocorrendo na terra energeticamente falando, semelhante atraindo semelhante. 

Então as amizades começarão a mudar caso não esteja mais em sua frequência vibratória. Desfaça os nós que ainda te prendem ao passado e dê um salto quântico em sua energia, é tempo de mudança, não se culpe.

Se isso esta acontecendo com você é sinal de que você está seguindo o fluxo natural da Nova Era, o ciclo da mudança.

NAMASTÊ!

Fonte: http://ocoach.sbcoaching.com.br/adriano-werner

Leia também, clique:



http://despertardegaia.blogspot.com/

...

15 comentários:

  1. É como caminhar sozinha em uma paradisíaca praia onde ninguém conseguiu enxergar.
    O bom é a sensação de libertade, o ruim é não compartilhar deste sentimanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor definição não há Lilian! Um abraço e paz!

      Excluir
    2. Lilian compartilhe seus sentimentos ao mundo, é libertador quando você consegue, "doa a quer doer". Paz e Luz

      Excluir
  2. Gratidão pela partilha... são apegos...mas o amor permanece.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, senti essa mudança 13 anos atras, bem definida, e posso acrescentar q apesar das dores e carencias iniciais , sem elas não chegaria nem perto do dia d hoje em plenitude presente. Namastê

    ResponderExcluir
  4. Belo texto, nada além da pura verdade, ela é nítida para os que vivenciam

    ResponderExcluir
  5. me sinto desta forma há um tempo e sempre me pergunto, cadê as outras pessoas que passam pelo mesmo? pois sei que não sou a única que está passando por essa "reforma íntima". misto de me sentir sozinha por ter ideias e pensamentos diferentes dos amigos e também sensação de nunca ter tido de fato amigos, como se antes eu tentasse pertencer à um círculo que não tem nada a ver comigo, mas que eu tentava pertencer para não me sentir só. é difícil essa fase, não ter com quem compartilhar essas experiências, conversar. sei que lá na frente vai ter valido a pena esse sacrifício. e é normal se sentir como se não pertencesse a esse mundo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço minhas as suas palavras! Sinto isso tudo também! Mesmo como a imagem em cima retrata.

      Excluir
  6. Muito obrigado de coração! Isso foi o que eu precisava ler... Estou igual, exatamente igual a essa situação. Estou em um realcionamento a 6 anos, acabamos de noivar, mas ultimamente as brigas aumentam, tudo pela falta de crença dela, sobre minha fé. Sou espirita, mudei muito minha frquencia de pensamentos, e atitudes, e ela é muito fechada. Não aceita nada disso, ela tem raiva, ela chora se ouve falar sobre energias, espiritismo. Eu amo ela, quero ajudar ela no processo de evolução. Não quero deixa-la.... Eu terei que tomar atitude ou Deus, o Universo vai me mostrar as respostas aos poucos??
    Gostaria de desabafar com vocês....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi meu amigo, consegui sentir sua dor e seu conflito, pois vivo isso com um grande amigo de 12 anos de amizade intensa, quase um casamento...rs. Pois amizades tb são casamentos, dependendo da nossa vibração. Sou bastante espiritualista, pratico meditação há 4 anos, aplico reiki como voluntário e tudo isso começou há cerca de 4 anos pra cá, essa transformação intensa, pois minha vida antigamente era bem diferente e eu encontrei esse amigo nesse tempo, em que minha vida era festas, baladas e alcool. Hoje eu não mais frequento vários ambientes, nem bebo álcool e esse meu amigo é uma pessoa muito cética, racional, fria e sente até repulsão por todos esses meus assuntos. Há cerca de 1 ano e meio comecei a me afastar, mas não tem sido uma experiência muito fácil, pois existe muito apego emocional de ambas as partes, porém nossas cabeças são muito diferentes, cada dia mais e sinto que se eu der qualquer abertura pra ele, ele tentará me "seduzir" para voltar a conviver com aquelas pessoas de antes e frequentar os mesmos ambientes, pois ele insiste em não compreender o meu processo e sempre tenta me convidar pra ir em algum lugar ou encontrar alguém que já não mais faz parte de minha nova vida. Como lidar com uma amizade assim, possessiva, centralizadora e exigente? Muito difícil, é preciso muita tolerância e paciência, pois as vezes uma separação muito brusca pode gerar muitos conflitos. Mas não podemos jamais perder nossa integridade e quem nos ama tem que nos amar como somos. Não devemos impor nossas crenças ao outro, mas tb não podemos deixar que o outro imponha a deles a nós, com chantagens emocionais ou com atitudes que faça vc pensar que esteja errado em agir, pensar e sentir como se sente! É preciso tolerância e educar nossos sentimentos, mas isso não significa aceitar tudo que o outro exige da gente. No meu caso me distanciei, encontro uma vez por mês, mais pra cumprir protocolo, porque na verdade, apesar de amá-lo muito, sei que é uma pessoa que não me faz bem. Ao longo desses 12 anos de amizade, teve muitas pisadas de bola comigo, sérias, que fui aceitando quieto, sem falar nada, sendo muito condescendente. Não podemos ser por demais condescendentes e permissivos, senão o outro abusa da gente e do nosso jeito de ser. Coragem e paciência são necessárias. No seu caso por ser um noivado é talvez mais conflituoso, mas tenho certeza que saberá, com o tempo, encontrar o seu equilíbrio e ser feliz. Busque a sua felicidade, sempre! Muita paz e que Deus te abençõe!

      Excluir
    2. Anderson, aconteceu algo similar comigo. Estava morando junto. 4 anos de relacionamento. Terminou. Se você perceber as nuances verá que já tem a resposta. No meu caso tinha muito do apego. Dificuldade de deixar ir.
      Conta comigo.
      Luz pra ver, amor pra ofertar.

      Excluir
  7. Ótimo texto !
    relata com muita sabedoria os acontecimentos que nos colocamos as transações e transformações que passamos ao desbrandar nossa caminhada a nossa evolução espiritual ,é preciso muita humildade e firmeza pra o mergulho profundo do nosso verdadeiro eu .

    ResponderExcluir
  8. É realmente tudo isso mesmo. É encarar os fatos com maturidade e seguir em frente, pois todis nós que estamos nos despertando acredito eu que já somos uma alma antiga e por o chegado momento!

    ResponderExcluir
  9. Minha nossa! Nunca fui de farras nem de exageros, mas fui muito rancorosa e carente, cheia de mágoas.Me identifiquei muito com esse texto, mas atualmente estou é sem amigos...ainda não consegui novas amizades. Quando decidi caminhar rumo a reforma íntima me senti perdida. Minha família não me entendia, aqueles amigos de antes sumiram, assim sem eu fazer nenhum esforço. Entretanto, acho que falta tanto para eu me definir como alguém espiritualizada...ainda estou engatinhando.

    ResponderExcluir

Gostou do post ? Comente !

O visitante tem liberdade para se expressar sobre os temas ou assuntos publicados neste Blog, porém não serão aceitos:

1. Comentários considerados difamatórios e ofensivos, contendo linguagem imprópria e deselegante;

2. Comentários que, por sua publicação repetitiva, tenham a intenção de “boicotar” o tema em foco;

3. Comentários referentes a artigos reproduzidos de outras fontes e direcionados aos autores, bem como não serão reencaminhados à fonte original, sempre citada no blog.

4. Comentários contendo Links promocionais de sites ou blogs. E-mails pessoais, telefones de contato.

5. Comentários Anônimos.

Tentarei responder seu comentário mediante disponibilidade de tempo.

Obrigado ! Paz e Luz em Gaia

...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

♥ Postagens Recentes

♥ Postagens Populares

Comentários Recentes


X Files - Maravilhoso e Atemporal - Assista, clique:

Alienígenas do Passado - Todas Temporadas Assista, clique: