Translate

Pesquise no blog

23 de ago de 2012

SOMOS TODOS TERRÁQUEOS


Uma vez que todos nós habitamos a Terra, somos todos terráqueos. Não há sexismo, racismo ou especismo no termo “terráqueo”. 

Ele abrange cada um de nós: de sangue quente ou frio, mamífero, vertebrado ou invertebrado, pássaro, réptil, anfíbio, peixe e humanos. 

Humanos, então, não sendo a única espécie no planeta, compartilham este mundo com outros milhões de criaturas vivas, já que todos vivemos aqui juntos.

Entretanto, é o terráqueo humano que tende a dominar a Terra. Frequentemente tratando outros terráqueos e seres vivos como meros objetos. Isso é o que significa “especismo”. Por analogia ao racismo e ao sexismo, o termo “especismo” é um preconceito ou atitude tendenciosa em favor dos interesses dos membros de sua própria espécie e contra os membros de outras espécies.

Se um ser sofre, não há justificação moral para se refusar e levar esse sofrimento em consideração. Não importa a natureza do ser, o princípio de igualdade requer que um sofrimento deva ser considerado igual a um sofrimento semelhante de qualquer outro ser.

Racistas violam o princípio de igualdade dando maior valor aos interesses de sua própria raça, quando há conflito entre os seus interesses e o interesse de uma outra raça. 

Sexistas violam o princípio da igualdade favorecendo os interesses de seu próprio sexo. De forma similar, especistas permitem que os interesses de sua própria espécie sobreponham interesses maiores de membros de outras espécies. 

Em cada um dos casos, o padrão é idêntico.

Eles estão entre os números da família humana que reconhece a imperativa moral do respeito: todos humanos são alguém e não coisas. Moralmente, tratamento desrespeitoso ocorre quando aqueles que se encontram no poder e tem uma relação de poder, tratam os menos poderosos como se fossem meros objetos. 

O estuprador faz isso com a sua vítima. O pedófilo faz isso com as crianças que ele molesta. O senhor com seu escravo. Em cada um e em todos estes casos, humanos que têm poder exploram aqueles que não o têm. 

Pode o mesmo ser verdade para como os humanos tratam os outros animais? Ou outros Terráqueos?

Sem dúvidas existem diferenças, uma vez que humanos e animais não são iguais em todos os aspectos. A questão da igualdade usa uma outra face. Concordamos que estes animais não têm todos os desejos que um humano tem. Concordamos que eles não compreendem tudo que nós humanos compreendemos. 

No entanto, nós temos alguns desejos em comum e compreendemos coisas que eles também compreendem. O desejo por comida e água, abrigo e companhia, liberdade de movimentos e de não sentir dor.

Esses desejos são compartilhados por animais não-humanos e humanos. Como os humanos, muitos animais não-humanos entendem o mundo no qual vivem. Senão eles não poderiam sobreviver. 

Então, apesar de todas as diferenças, há igualdade. Como nós, esses animais incorporam o maravilhoso mistério da consciência. Como nós, eles não somente estão no mundo, mas estão cientes dele. Como nós, eles são o centro psicológico de uma vida que é somente sua. Nestes princípios fundamentais, humanos estão lado a lado com os porcos, vacas, galinhas e perus.

Qual é a nossa obrigação com esses animais, como devemos tratá-los moralmente, são perguntas cujas respostas começam com o reconhecimento da nossa semelhança psicológica com eles. 

“No seu comportamento em relação aos animais todos os homens são nazistas. A presunção com a qual o homem pode fazer o que quiser com outras espécies exemplifica as teorias racistas mais extremas: a lei do mais forte”. 

Fonte: Vista-se


A comparação com o Holocausto é intencional e obvia. 

Um grupo de seres vivos angustia nas mãos de outro. Embora alguns possam argumentar que o sofrimento de animais não possa ser comparado ao sofrimento dos judeus e escravos, há de fato um paralelo. E para os prisioneiros e vítimas deste assassinato em massa, o seu holocausto está longe do fim.

Nós precisamos de um conceito mais novo, sábio, e talvez mais místico dos animais. Longe da natureza e vivendo através de artifícios complicados, o homem na civilização vigia as criaturas através do vidro do seu conhecimento e vê, portanto, os detalhes de uma pena, mas uma imagem geral distorcida. 

Nós, os padronizamos por serem incompletos, pelo seu trágico destino de terem se formado tão abaixo de nós. E nisto nós erramos gravemente. Pois os animais não podem ser avaliados pelo homem. Num mundo mais velho e mais completo que o nosso eles se movem completos e confiantes, dotados com extensões dos sentidos que nós perdemos ou nunca possuímos, guiando-se por vozes que nós nunca ouviremos.

Eles não são irmãos, eles não são lacaios. Eles são outras nações, presos conosco nesta vida e neste tempo, prisioneiros do esplendor e trabalho da terra.



ASSISTA AGORA, POIS ISSO IRÁ MUDAR A SUA VIDA:




 Desabilite a Playlist musical do blog 

http://despertardegaia.blogspot.com/

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do post ? Comente !

O visitante tem liberdade para se expressar sobre os temas ou assuntos publicados neste Blog, porém não serão aceitos:

1. Comentários considerados difamatórios e ofensivos, contendo linguagem imprópria e deselegante;

2. Comentários que, por sua publicação repetitiva, tenham a intenção de “boicotar” o tema em foco;

3. Comentários referentes a artigos reproduzidos de outras fontes e direcionados aos autores, bem como não serão reencaminhados à fonte original, sempre citada no blog.

4. Comentários contendo Links promocionais de sites ou blogs. E-mails pessoais, telefones de contato.

5. Comentários Anônimos.

Tentarei responder seu comentário mediante disponibilidade de tempo.

Obrigado ! Paz e Luz em Gaia

...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

♥ Postagens Recentes

Postagem em destaque

OS REPTILIANOS NO PLANETA TERRA - parte 1 (David Icke)

Segue abaixo o Capítulo 2 do livro "The Biggest Secret", de David Icke. Capítulo 2: “Não mencione os répteis” Você...

♥ Postagens Populares

Comentários Recentes


X Files - Maravilhoso e Atemporal - Assista, clique:

Alienígenas do Passado - Todas Temporadas Assista, clique: